FAPESP disponibiliza R$ 15 milhões para projetos inovadores de empresas

 

 Chamada de propostas para o 2º Ciclo do Programa PIPE encerra em 2 de maio; resultados serão anunciados em 31 de agosto

Agência FAPESP – A FAPESP disponibilizou R$ 15 milhões para apoiar ideias inovadoras apresentadas por empresas com até 250 empregados sediadas no Estado de São Paulo, no âmbito do 2º Ciclo da Análises de 2017 do Programa Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas (PIPE). O prazo para a submissão de propostas encerra em 2 de maio de 2017. Os projetos selecionados serão anunciados em 31 de agosto de 2017.

As empresas interessadas devem apresentar projetos de pesquisa que podem ser desenvolvidos em duas etapas. Na Fase 1, a FAPESP apoiará com até R$ 200 mil projetos que contemplem a demonstração da viabilidade tecnológica de um produto ou processo, com duração máxima de nove meses. Na Fase 2, de desenvolvimento do produto ou processo inovador e duração máxima de 24 meses, os recursos aportados pela Fundação podem chegar a R$ 1 milhão.

Se os proponentes já tiverem realizado atividades tecnológicas que demonstrem a viabilidade do projeto – correspondente à Fase 1 – podem submeter propostas diretamente à Fase 2.

Também podem apresentar propostas empresas ainda não constituídas formalmente – na condição de “empresa a constituir” –, desde que essa formalização ocorra após a aprovação da proposta e antes da celebração do Termo de Outorga.

O pesquisador proponente deverá demonstrar conhecimento e competência técnica no tema do projeto, mas não é exigido nenhum título formal, seja de graduação ou pós-graduação.

O programa não exige contrapartidas, mas a empresa deverá comprometer-se a oferecer condições adequadas para o desenvolvimento do projeto de pesquisa durante o período de sua execução e em envidar os melhores esforços para a comercialização bem-sucedida dos resultados.

Para saber mais sobre o PIPE acesse o endereço:www.fapesp.br/pipe.

O texto completo da Chamada de Propostas está em http://www.fapesp.br/pipe/chamada-2-2017.

A FAPESP divulgará o resultado da avaliação por meio do envio dos pareceres técnicos dos avaliadores. Essas avaliações podem ser úteis para o aperfeiçoamento da proposta, seja ela aprovada ou não. Em caso de não aprovação o proponente poderá aperfeiçoar a proposta corrigindo as falhas apontadas e submeter nova solicitação em edital subsequente.

Para esclarecer eventuais dúvidas sobre o programa e a elaboração de propostas ao 2º Ciclo de Análises 2017 do PIPE, será realizado o Diálogo sobre Apoio à Pesquisa para Inovação na Pequena Empresa, em 29 de março, das 9h às 12 h, na sede da FAPESP, em São Paulo. O evento tem apoio do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp), da Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras (Anpei) e do Sindicato da Micro e Pequena Indústria do Estado de São Paulo (Simpi).

Escrito em 2 de fevereiro de 2017 por: – http://agencia.fapesp.br/fapesp_disponibiliza_r_15_milhoes_para_projetos_inovadores_de_empresas/24708/

 

Asserti firma parceria com São Francisco Saúde

A Asserti firmou parceria com a São Francisco Saúde para oferecer às empresas associadas planos empresariais de convênio médico e odontológico com valores diferenciados.

Não deixem de conhecer os benefícios que essa parceria pode proporcionar à sua empresa.

Aos interessados pedimos que entrem em contato com a secretaria da Asserti por meio  do número 14 2105-0800 ramal 354 ou, pelo e-mail assertimarilia@gmail.com.

 

plano-de-saude

plano-odontologico

SOCIEDADE CIVIL ORGANIZA 1º ENCONTRO POR MARÍLIA

encontropormarilia-940x300

 

O 1º Encontro Por Marília acontecerá no dia 21 de janeiro, durante todo o dia, na Univem (Centro Universitário Eurípedes de Marília). A proposta é ouvir população e sociedade civil organizada sobre os problemas do município e discutir possíveis soluções a serem levadas ao governo municipal que assume o mandato 2017-2020.

Um encontro nestes moldes foi idealizado no ano passado e está sendo organizado por um grupo de entidades do terceiro setor que atuam no município. A ideia é que a voz da comunidade se some a de técnicos, especialistas, profissionais liberais e associações de classe.

Fazem parte da organização: Matra – Marília Transparente, Origem – Associação Ambientalista de Marília, Gratus – Fazer o bem que te faz bem, Univem, AEA – Associação de Engenheiros e Arquitetos de Marília e Região, Asserti – Associação das Empresas de Ti de Marília e Região, Acim – Associação Comercial e Industrial de Marília, APM – Associação Paulista de Medicina, Famema – Faculdade de Medicina de Marília, Marília Convention Bureau, Conselho Municipal de Turismo.

A cidade será analisada em seus aspectos socioeconômicos, educação, saúde, segurança, urbanismo, mobilidade, sustentabilidade e outros. Essas questões serão colocadas como referência futura do poder público para que possam servir de subsídio para o Plano Plurianual do município. Pretende-se também gerar um site com ideias e projetos para Marília e traçar um plano com cinco metas principais para cada área.

As inscrições estão abertas desde 20 de novembro e a participação pode ser individual ou coletiva, por meio de entidades ou não. É possível integrar o evento tanto nas categorias participante ou proponente, no caso daqueles interessados em propor ideias para debate e discussão coletiva.

O evento será dividido, basicamente, em duas etapas. No período da manhã ocorre o primeiro momento denominado “A Marília que temos”, onde serão feitos diagnósticos sobre a cidade. A segunda etapa, na parte da tarde, e é intitulada “A cidade que queremos”, onde serão levantadas ideias para Marília. Os participantes serão divididos em grupos temáticos de diálogo.

O 1º Encontro Por Marília também abarca a Sala do Futuro e Concurso de Ideias. Desde 20 de novembro e até 31 de dezembro podem ser inscritos projetos para, no dia do evento, serem feitas exposição de painéis, vídeos e fotos que retratam propostas futuras para o município. Haverá premiação para os melhores projetos.

“Acreditamos no enorme potencial de Marília, e na capacidade de crescimento e superação do nosso povo, da nossa indústria e da criatividade da nossa juventude. O Encontro Por Marília irá proporcionar uma oportunidade única de união da nossa cidade em torno da realização deste amplo projeto de democracia e desenvolvimento”, diz a organização.

O projeto pretende a participação social como regra na sociedade mariliense resultando em políticas públicas construídas a partir de diálogo, por uma análise concreta da realidade e pela transparência. A intenção é que as políticas criadas dessa forma sejam duradouras e sirvam de subsídio para decisões políticas mais maduras e realistas do poder público.

INSCRIÇÃO

As inscrições podem ser feitas através de um link existente no evento criado no Facebook: “1.o Encontro por Marília – como é a cidade que você quer?”.

Link para o evento no Face: [clique aqui]

Link direto para inscrição: [clique aqui]

Escrito por em 03 jan, 2017

ASSERTI SOCIAL APOIA REALIZAÇÃO DO CURSO DE OPERADOR DE COMPUTADOR DO SENAC

A Asserti iniciou parceria com o Senac em agosto/2016 apoiando a instituição na realização de seus cursos gratuitos que promovem a inclusão de jovens estudantes do ensino médio em situação de carência no mercado de trabalho.

O curso de Operador de Computador acontece no Senac até o dia 22 de dezembro de 2016 e os participantes iniciarão o ano capacitados para concorrem a vagas de trabalho no setor da Tecnologia da Informação, que apesar de oferecer oportunidades tem encontrado dificuldade em encontrar profissionais com a qualificação necessária.

operador de computador dez.2016.JPG

Para realização dessa parceria, assim como de outras, a associação criou o grupo Asserti Social, composto por representantes das empresas associadas, que além de projetos de cunho comunitário e assistencial tem a missão de difundir a Tecnologia da Informação como ferramenta para inserção social.

O conteúdo do curso vai além da tecnologia abordando assuntos relacionados a ética, cidadania, empreendedorismo, qualidade de vida, conduta profissional e marketing pessoal, preparando os alunos para os desafios do mercado de trabalho de modo a ampliar as possibilidades de empregabilidade.

O Asserti Social tem muitos projetos para 2017 e a parceria com o Senac terá continuidade. O calendário de cursos da instituição para 2017 contará também com o curso de Operador de Computador. Para o próximo ano há previsão de pelo menos 3 cursos em parceria Asserti Social e Senac. As parceiras já estudam estender a parceria para outros cursos além da modalidade gratuita.

 

 

Curso de Sistemas de Informação do Univem inova o TCC com desenvolvimento de Startup

Os formandos de 2016 do curso de Bacharelado em Sistemas de Informação do Univem não precisaram entregar uma monografia como trabalho de conclusão de curso (TCC), mas puderam desenvolver um plano de negócio e um software para a Startup que criaram durante suas atividades acadêmicas. Os melhores projetos serão apresentados a investidores e aceleradoras e encaminhados para incubação no Centro Incubador de Empresas de Marília (CIEM) mantido pela instituição desde 2001.

O coordenador do curso, Prof. Dr. Elvis Fusco, explica que o curso de Bacharelado em Sistemas de Informação do Univem tem como objetivo formar profissionais que dominem os fundamentos Computacionais e de Gestão de tal forma que consigam utilizar as Tecnologias da Informação atuais e futuras para gerenciar, projetar e desenvolver Sistemas de Informação nas áreas de gestão, produção e de apoio à decisão nas empresas dos setores comercial, industrial e público. Além de poder atuar como gestores e desenvolvedores de soluções inovadoras em grandes empresas, o profissional de Sistemas de Informação pode se tornar um empreendedor gerando soluções empresariais inovadoras em gestão, processos, produtos e serviços.

“Tanto o curso de Sistemas de Informação quanto o Bacharelado em Ciência da Computação tem 3 pilares de perfil de formação de seus egressos: 1) formar os melhores profissionais da região para o mercado de TI; 2) formar pesquisadores que continuam seus estudos nos melhores programas de mestrado e doutorado do país e 3) formar empreendedores que possam atuar nas empresas com um perfil diferenciado ou constituir seu negócio ainda na faculdade.”, destaca o professor que também é coordenador do CIEM e do CITec-Marília (Centro de Inovação Tecnológica de Marília).

Durante o curso de Sistemas de Informação, o estudante tem inúmeras oportunidades que visam apoiar o desenvolvimento de seu potencial empreendedor, tais como:

  • Grupos de estudo e disciplinas relacionadas à Gestão e à Tecnologia da Informação e direcionadas ao desenvolvimento de uma startup com base tecnológica;
  • Atividades complementares: cursos livres que complementam a formação em Sistemas de Informação, abordando desde o desenvolvimento de software até os mecanismos para a gestão de uma startup;
  • Estágio extra-curricular e curricular: desde o primeiro ano de curso, os alunos de Sistemas de Informação têm a oportunidade de realizar estágios em grandes empresas da área, onde são estimulados a não somente conhecer a rotina da empresa, mas também a contribuir com a corporação com novos processos inovadores. No estágio curricular, os alunos aprendem a identificar uma oportunidade, planejá-la e validá-la no mercado;
  • Trabalho de conclusão de curso: para concluir o curso, os alunos participam de um programa da própria instituição chamado Start Univem, que possui diversas fases de desenvolvimento e que, no final, troca a tradicional defesa de TCC por um pitch. As melhores ideias são apresentadas a uma banca externa, composta por empreendedores, investidores e convidados da área de tecnologia e encaminhadas para o Centro Incubador de Empresas de Marília;
  • Espaço de Coworking: é um modelo de trabalho que se baseia no compartilhamento de espaço e recursos de escritório, reunindo pessoas que trabalham em áreas de atuação relacionadas a Sistemas de Informação. Pessoas e empresas usuárias de coworking também utilizam este modelo de trabalho para estabelecer relacionamentos de negócios onde oferecem e/ou contratam serviços mutuamente. Alguns destes relacionamentos também visam favorecer o surgimento e amadurecimento de ideias e projetos em grupo.

Segundo o Prof. Dr. Leonardo Castro Botega, coordenador do Trabalho de Conclusão do Curso de Sistemas de Informação, esse perfil mais empreendedor tem sido cada vez mais valorizado pelas empresas. “Outro benefício é o domínio de novas técnicas de planejamento e inovação como, por exemplo, Business Model Canvas e Lean Startup, que ainda são pouco trabalhadas nas escolas de negócios e tecnologia”, destaca o professor.

“Beat the Test! Jogo Imersivo de stealth com elementos sérios e temática escolar”, esse foi o tema do projeto do aluno César Torralvo Alves, que propôs um jogo imersivo de furtividade e obtenção de informação privilegiada com temática escolar. Nele, o jogador assume o papel de um aluno que deve obter as respostas para uma série de provas. Devido à dificuldade das questões, será necessário que ele utilize as mecânicas do jogo para trapacear e observar as provas de outros alunos (não-jogadores); estas conterão exemplos explicando as disciplinas avaliadas, ao invés das respostas propriamente ditas.

Voltado a um público infantil e infanto-juvenil, e usando uma situação do mundo real de forma fantástica e cômica, pretende-se não somente trazer entretenimento aos jogadores, como também, por meio da leitura dos conteúdos presentes, prover um jogo com elementos que sirvam como ferramentas auxiliares para o estudo e compreensão de textos.

Esses e outros projetos desenvolvidos durante o TCC são potenciais startups que poderão em 2017 fazer parte de empreendimentos nos ambientes de inovação e empreendedorismo do Univem.

ASSERTI (Associação de Empresas de Serviços de Tecnologia da Informação), entidade de empresas de TI localizada no campus do Univem, responsável por iniciativas que beneficiam os estudantes de Sistemas de Informação, como a prospecção e oferta de vagas na área e a gestão do APL TI Marília (Arranjo Produtivo Local de Tecnologia da Informação), que visa facilitar o acesso de micro, pequenas e médias empresas a programas de gestão empresarial e linhas de financiamento, visando ao seu fortalecimento no mercado interno e acesso ao externo.

O Gestor do CIEM, Prof. Dr. Fábio Dacêncio Pereira, destaca que atualmente várias empresas incubadas foram criadas pelos alunos durante a graduação. “A resposta dos alunos é positiva e muitos deles pretendem seguir com o projeto após ter concluído o curso.”, conclui o professor.

A Profa. Dra. Raquel Cristina Ferraroni Sanches, pró-reitora de Graduação, explica que o método começou, inicialmente, a ser aplicado para o curso de Sistemas de Informação e adaptado também para o curso de Ciência da Computação. “Há versões do Start Univem também para a pós-graduação do Univem”, conclui a professora.

Para mais informações sobre este e outros diferenciais dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem, acesse o site: http://formacaoti.compsi.univem.edu.br.

fto.jpg

ASSERTI REALIZA ÚLTIMA REUNIÃO DO ANO 2016, DO COMITÊ DE RH, COM PALESTRA SOBRE PLR

Aconteceu no dia 7 de dezembro de 2016 às 8h30 no Univem a última reunião do ano do grupo de Comitê de RH da Asserti. Com a presença de 15 empresas associadas, a reunião teve início com a palestra do Conselheiro Fiscal da associação, Wanderley Novello de Lima JR., também representante da empresa SOFOLHA, que teve como tema a implantação do programa de pagamento da participação nos lucros e resultados (PLR).

 

foto-1

Apesar da PLR tratar-se de um programa que demanda muita organização para sua aplicação, o Conselheiro Fiscal da Asserti conseguiu de maneira clara expor as melhores práticas para sua implantação, explicando os artigos da Lei 10101 (Lei da PLR), dando exemplos práticos e dicas para assegurar o fiel cumprimento da legislação.

As empresas que ainda não aplicam o benefício puderam tirar dúvidas e conhecer as etapas da implantação, as que já aplicam receberam dicas importantes e também contribuíram durante a palestra dividindo suas experiências com os membros presentes. Selma Kharfan, representante da ONCLICK e coordenadora do grupo relatou que “este é o terceiro ano em que a empresa aplica o programa de PLR e todos estão muito satisfeitos com os resultados”.

Wanderley  frisou “ o programa de PLR ainda não se tornou obrigatório para as empresas, e  deve ser visto pelos empresários como um benefício que estimula os colaboradores e permite que a empresa defina metas e dessa forma tenha maior controle sobre as atividades da empresa.O programa é de fato uma forma de benefício permitindo que as remunerações sejam ajustadas sem que isso gere encargos para a organização.”

Após 2 horas de palestra e debates o grupo passou ao esboço das ações do comitê para 2017, o que incluí a realização do 2º Workshop de Gestão de Talentos em TI, o mapeamento das principais demandas das empresas para, por meio de planejamento participativo, definirem-se soluções para os problemas comuns, realização de cursos de gestão e ações para o grupo Asserti Social, visando a integração entre as empresas e seus colaboradores com vistas à realização de trabalhos comunitários de cunho assistencial e de inserção digital para geração de mão de obra especializada ,redução das desigualdades e ampliação do poder de consumo.

foto 3.JPG

O grupo, que foi criado no inicio de ano de 2016, está bastante integrado e motivado para realização de muitas ações em prol das empresas e da sociedade no ano de 2017. A cooperação entre as empresas além de trazer uma série de benefícios ao setor de TI ainda se mostra como uma estratégia capaz de gerar novas oportunidades de negócios, permitindo a realização de metas e objetivos comuns e desenvolvendo novas capacidades e conhecimentos.

 

RESULTADOS DO 1º WORKSHOP DE GESTÃO DE TALENTOS EM TI ASSERTI

Perfil da geração Y, líderes com interesse genuíno pelos colaboradores e contratação mista foram alguns dos temas do evento.

Trazendo temas como liderança, aumento de produtividade, retenção de talentos e aspectos jurídicos das contratações e jornada de trabalho dos profissionais de TI, o 1º Workshop de Gestão de Talentos em TI aconteceu dia 22 de outubro de 2016, no Centro de Convenções do 515 Pizza e Grill localizado na cidade de Marília/SP, retratando alguns dos desafios na área de gestão de pessoas.

IMG_5543.JPG

O evento foi idealizado pelo grupo de colaboradores da área de RH das empresas associadas Asserti (Associação de Empresas de Tecnologia da Informação) chamado de Comitê de RH Asserti e contou com o apoio do Sindicato das Empresas de Processamento de Dados e Serviços de Informática do Estado de São Paulo – Seprosp.

Os assuntos abordados foram selecionados durante as reuniões do Comitê de RH Asserti, sendo escolhidos os de maior relevância para as empresas associadas com o objetivo de indicar estratégias para aumentar a efetividade de seus gestores e solucionar problemas comuns das empresas do setor.

Contando com a participação de cerca de 30% das empresas associadas Asserti o evento durou cerca de 8 horas com a realização de 4 palestras, sendo oferecido aos participantes café da manhã, almoço e coffee break, lhes proporcionando, além de conhecimento, um agradável final de semana com troca de experiências e muito networking.

IMG_5619.JPG

A abertura do evento foi realizada por Elvis Fusco, Presidente da Asserti, que ressaltou a importância de ações como esta para as empresas de pequeno porte, pois muitas não possuem um departamento de RH estruturado e, eventos como este possibilitam a troca de know-how.

img_5691

A primeira palestra do evento foi realizada pela consultora e psicóloga da empresa AR Gestão de Pessoas, Aline Sposito, que indicou os principais fatores de retenção de talentos ressaltando que os profissionais da faixa etária entre 21 e 38 anos tem procurado muito mais pela qualidade no ambiente do trabalho, equilíbrio entre a vida profissional e a vida pessoal do que por altos salários. A consultora destacou, ainda, que a retenção do profissional começa na contratação com a observação de seu perfil para analisar se ele se encaixa nas políticas da empresa.

img_5692

Para Giane Souza, do departamento de RH da Bredas Sistemas e também membro do Comitê de RH Asserti, “as ações apresentadas pela AR Gestão de Pessoas para retenção de talentos podem ser realizadas dentro da empresa sem que isso onere a organização.”. A representante da empresa já levou as ações propostas no workshop para sua diretoria que por sua vez já analisa a viabilidade de colocá-las em prática.

A segunda palestra, realizada pela consultora Isabela Lanza da empresa É Gente que Faz, enumerou as principais características que um líder efetivo deve ter para conduzir sua equipe engajando-a e, consequentemente, obtendo melhor desempenho e maior comprometimento dos colaboradores com as metas da empresa.

IMG_5693.JPG

A terceira palestra foi realizada pelas advogadas do escritório Marcos Martins, Dra. Zuleika Hajli, Dra. Natália Brum e Dra. Luara Rezende, que discorreram sobre as formas de contratação dos profissionais de TI mais utilizadas pelas empresas, ressaltando a importância do cumprimento das leis trabalhistas e das convenções coletivas. As Dras. falaram também sobre o home office  e sobre as peculiaridades do controle de jornada do colaborador que exerce serviço externo.

IMG_5694.JPG

A empresária Giulianna M. Marques, proprietária da empresa Persys e membro do Cômite de RH da Asserti ficou muito satisfeita com o conteúdo das palestras “os temas abordados são justamente o que vivenciamos no dia a dia da empresa, o conteúdo apresentado foi capaz não somente de sanar dúvidas mas também de nos orientar quanto as melhores práticas de contratação e de controle de jornada de trabalho”.

A quarta e última palestra foi realizada por Sandra Silva, Coach da empresa Coaching e Consultoria em RH, com a demonstração do processo individualizado de coaching e de sua importância para que o profissional, o empresário e o empreendedor consigam os melhores resultados em sua área de atuação utilizando o máximo de seu potencial e habilidades.

As empresas já se sensibilizaram de que administrar suas equipes com qualidade diferencia sua organização das demais e de que escolher as pessoas certas para fazer parte do quadro organizacional torna o empreendimento mais eficaz e produtivo.

Selma Lima, coordenadora do grupo de Comitê de RH Asserti considerou o evento muito proveitoso, ela e o Presidente da Asserti garantem que novos workshops serão realizados no mesmo formato, ou seja, num ambiente descontraído para que não seja cansativo aos participantes, porém, com muito conteúdo relevante para as empresas.

 

 

Decreto nº 62.250/2016 recoloca São Paulo como destino favorável à instalação de empresas de e-commerce

Medida publicada no Diário Oficial no último sábado (05) reduz ICMS no comércio eletrônico em operações interestaduais.

“Este decreto vem ao encontro do que o setor reivindica”, diz o presidente do Conselho de Comércio Eletrônico da FecomercioSP, Pedro Guasti (PixAbay).

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), por meio do seu Conselho de Comércio Eletrônico aprova o Decreto nº 62.250/2016, assinado pelo governador Geraldo Alckmin, que isenta varejistas do setor de recolher imposto por substituição tributária em operações interestaduais.

O texto foi publicado no Diário Oficial no último sábado (05) e estende para as empresas de e-commerce o regime especial utilizado pelos grandes varejistas que detém centros de distribuição no Estado de São Paulo. Com a medida, as empresas que realizam operações interestaduais via comércio eletrônico poderão adquirir mercadorias sem a aplicação da substituição tributária e recolher o ICMS apenas quando derem a saída dos produtos.

Para Pedro Guasti, presidente do Conselho de Comércio Eletrônico da FecomercioSP e CEO da Ebit, muitas empresas de e-commerce foram seduzidas pela redução de ICMS oferecida por cidades em outros estados brasileiros e acabaram saindo de São Paulo ou transferindo seus centros de distribuição para cidades como Extrema/MG, Palmas/TO e Vitória/ES. “Este decreto vem ao encontro do que o setor reivindica e recoloca São Paulo como destino favorável à instalação de empresas de comércio eletrônico.”

Guasti reitera que toda ação governamental que de alguma forma simplifique processos e reduza a carga tributária do setor já é um grande avanço.

Anteriormente ao decreto, mesmo em uma operação interestadual, as empresas eram obrigadas a recolher o imposto por substituição tributária para, posteriormente, solicitar o ressarcimento do valor à Secretaria da Fazenda.

www.fecomercio.com.br/noticia/decreto-no-62-250-2016-recoloca-sao-paulo-como-destino-favoravel-a-instalacao-de-empresas-de-e-commerce-1

 

Jantar de Confraternização 2016 da Asserti

Agradecemos a todos que compareceram ao Jantar de Confraternização 2016 da Asserti que aconteceu no dia 25 de novembro de 2016, sabemos dos esforços para estarem presentes.

Neste ano contamos com a presença de um número maior de associados do que no ano passado e esperamos que esse cenário se repita nos próximos anos, não somente com o aumento de empresas associadas, mas também com a participação de todas.

A Asserti, sob um novo modelo de governança em 2017, continuará trabalhando para o crescimento do setor da Tecnologia da Informação em Marília e região e para a propagação do conceito de associativismo e das benesses do relacionamento de cooperação entre as empresas.

Agradecemos o apoio das empresas associadas em todas as nossas ações em 2016. O próximo ano será de muito trabalho e contamos com o apoio de todos.

Desejamos a todos um final de ano abençoado.

dsc06951

dsc06981

dsc06996

decanter

dsc06963

dsc06959

dsc06958

dsc06943

codesis

dsc06999

dsc06973

dsc06971

dsc06965

dsc06986

dsc07002

dsc07001

dsc06984

dsc06998

dsc06994

dsc06974

DSC07008.JPG

 

Asserti Prepara Planejamento de Ações para 2017

No dia 25 de novembro de 2016 às 8h30, os membros eleitos para os cargos dos órgãos de administração e fiscalização da Asserti, se reuniram na sala 42 do Univem para desenvolver o plano de ações estratégicas da associação para o ano de 2017.

foto-1

Foram nomeados os membros do Comitê Gestor do arranjo produtivo local APL TI Marília, recentemente reconhecido pelo Governo do Estado. Foi também definido o próximo passo para o desenvolvimento de projetos na área de Tecnologia da Informação com as providências para obter a qualificação da Asserti como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip) e para a participação da associação nos programas de fomentos aos arranjos produtivos locais. Os membros do comitê serão responsáveis pelo mapeamento das necessidades das empresas de Marília e região para elaboração de projetos a serem levados aos agentes políticos.

As ações já tradicionais da Asserti foram  mantidas, com o Calendário de Cursos Técnicos e de Gestão para capacitação dos colaboradores das empresas associadas e com o Grupo de Estudos Comitê de RH e a previsão de realização do 2º Workshop de Gestão de Talentos em TI, devido ao grande sucesso do primeiro evento realizado em outubro deste ano.

Com o objetivo de promover a responsabilidade social empresarial das associadas os membros do Conselho Estratégico, Marcel Farto (ONCLICK), Luis Eduardo Diaz (LIFE), Marco Túlio Oliveira (TELECONTROL) e João Batista (ACÁCIA), sugeriram a criação da Asserti Social, o que foi aceito com entusiasmo pelos demais membros.

Segundo Elvis Fusco “a Asserti já vem realizando ações de inclusão digital com foco na formação profissional em parceria com o Senac, inclusive o curso gratuito de Operador de Computador acontece até o dia 22 de dezembro deste ano na instituição . A Asserti Social veio para unir os esforços de todas as empresas associadas em busca também da inclusão social com a realização de ações corporativas beneficentes para que a associação possa beneficiar à todos, inclusive os diferentes grupos que compõem a cadeia produtiva do ramo de TI”.

O órgão executivo da Asserti continuará engajado na difusão do associativismo junto as empresas do setor em Marília e região e apoiará os projetos  do Ciem Marília para criação do espaço de coworking e de expansão do espaço de incubação  e pós incubação de empresas, que agregarão valor a cidade e permitirão maior sinergia entre os empresários e Startups. Outros projetos como o Asserti Summit, o clube de compras para as empresas associadas e os Jogos Asserti contribuirão para o aumento do relacionamento e da cooperação entre as empresas.

foto-2

Ao final da reunião foi definido o orçamento da associação para o ano de 2017 e foram pré agendadas as reuniões de seus órgãos:

Calendário de reuniões de Diretoria Executiva, Conselho Estratégico e Comitê Gestor do APL

  • 1ª semana de abril (prestação de contas 2016)
  • 2ª semana de agosto
  • 1ª semana de novembro (planejamento 2018)

 

Calendário de reuniões de Conselho Fiscal

  • 2ª semana de abril (prestação de contas 2016)
  • 3ª semana de agosto
  • 2ª semana de novembro (planejamento 2018)

 

Calendário de reuniões de associados

  • 3ª semana de abril (assembleia prestação de contas 2016)
  • 2ª semana de junho
  • 2ª semana de setembro
  • 3ª semana de novembro

 

Estiveram presentes à reunião o seguintes membros:

Conselho Estratégico-

Marcel Farto – ONCLICK

Luis Eduardo Diaz – LIFE

João Batista – ACÁCIA

Túlio Oliveira – TELECONTROL

 

Diretoria Executiva

Elvis Fusco – Presidente Executivo – SELECT

Rodrigo Dieger – Tesoureiro – BVTec

 

Conselho Fiscal

Wanderley Novello Jr. – SOFOLHA

 

Comitê Gestor do APL TI Marília

Elvis Fusco – Coordenador – SELECT

Hilton Pereira – INTERFOCUS

Fagner Paes – BEST CODE